Anúncios

Recentemente presenciei um painel entre dois executivos que debatiam sobre as diferenças entre “Industria 4.0” e “Smart Factory“. O que mais me chamou a atenção não foi a discussão sobre cada modelo. Contudo a falta de diálogo entre os executivos ao longo de todo painel. Mais além, da falta de percepção dos debatedores de que as convergências eram muito mais significativas do que as diferenças!

Assim, preferi me manter com um olhar mais descuidado em relação a tecnicidade do tema, mas de maior profundidade nos comportamentos e posturas dos debatedores. Fiquei com uma única certeza. A de que eu esta presenciando uma situação semelhante a inúmeras outras do cotidiano organizacional.

Que estava diante de uma espécie de arena com dois gladiadores que tentavam o tempo todo, provar ao outro lado de que estavam certos. De que o seu conceito ou teoria era superior ao do outro. Que pouco interessava a aquela altura que ambos os modelos tratavam da mesma problemática. Ou seja, da necessidade das industrias se reinventarem para absorver as novas e convergentes tecnologias oriundas da uma nova era.

O Diálogo versus o Debate

Durante esse painel, acabei lembrando de um material que utilizei há algum tempo atrás com  um grupo de jovens líderes. Nele, eu demonstrava a eles os benefícios em adotarmos uma postura de maior diálogo ao invés do debate. Contudo, mal sabia eu naquele momento que a prática do diálogo vai muito além dos seus próprios resultados. Ela é uma poderosa ferramenta para desenvolver alguns dos atributos da mentalidade digital.

O diálogo proporciona e fomenta vários elementos que são chaves para o sucesso em um novo contexto de mundo: 1 – Amplia o ambiente de colaboração. 2 – modifica a lógica de formulação e geração de ideias (de forma compartilhada). 3 – Entrega um resultado sustentável (mantendo o objeto do diálogo disponível para futuras revisões).

1 – Ambiente de Colaboração: O diálogo leva a uma postura mais colaborativa. Os participantes trabalham juntos para um entendimento comum. Já o debate leva a uma postura combativa entre as partes. Os participantes se esforçam o tempo todo para provar que o outro lado está errado.

2 – Formulação e Geração de Idéias:  Com o diálogo se busca a visualização de todos os lados de um problema. Se admite que o pensamento dos outros pode melhorar o seu próprio. Já em um debate se vê apenas dois lados de um problema. Cada um defende o seu próprio ponto de vista contra o dos outros. Enfim, no diálogo se pressupõe que muitas pessoas tenham partes da resposta. O debate pressupõe que existe apenas uma resposta certa e você a tem.

3 – Resultado Sustentável: O diálogo mantem o tópico aberto mesmo após o encerramento formal da discussão. O debate cria um vencedor e um perdedor. Assim, desencoraja discussões futuras.

Pratique o Diálogo na Era Digital

O que, cada vez será mais difícil aceitar é a manutenção em plena Era Digital de uma postura de debate ao invés de diálogo. Enfim, o debate nada mais é do que a tradução do pensamento e forma de agir dominante da Era Industrial. Do pensamento linear, da prática da lógica de escassez, do baixo nível de colaboração; de um protagonismo do vencedor sobre o vencido.

Contudo, a Era Digital é melhor representada por atores que privilegiam o diálogo antes de tudo. O diálogo conecta, traduz uma forma de pensar não linear, favorece a prática de uma lógica de abundância nas discussões, pressupõe alto nível de colaboração e, principalmente, transfere o protagonismo do indivíduo para o coletivo, para a soma das partes.

 

Anúncios
%d blogueiros gostam disto: